Techbiz Forense Digital abre 12 vagas técnicas em 4 cidades

Aos leitores do blog com a qualificação necessária, transcrevo abaixo patre do post do colega Sandro Süffert a respeito de vários oportunidades de trabalho na área de Computação Forense. Os contatos estão especificados no texto.

O post completo pode ser acessado no blog SSegurança.
——-
Tive ontem a ótima notícia ontem que nossa área técnica está crescendo ainda mais, e foram abertas 12 novas vagas assim distribuídas: 4 Consultores em Computação Forense, 4 Analistas de Segurança e 4 Suportes Técnicos – uma posição de cada tipo em cada uma das cidades que possuímos sede (excetuando Floripa): Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O desafio é entregar Produtos e Serviços fundamentados pelas mais inovadoras tecnologias de Combate à Incidentes de Segurança, Crimes envolvendo alta tecnologia e Forense Computacional.

Além do laboratório forense e desenvolvimento interno, temos ao nosso lado líderes em tecnologia de Reação a CiberCrimes de vários países (Estados Unidos, França, Israel e Suécia) como NetWitness, AccessData, Guidance Software, ArcSight, Digital Intelligence, Micro-Systemation, WetStone, ICS, Tableau entre outras.


O perfil desejado para cada um dos cargos está descrito abaixo e interessados devem procurar o nosso RH no telefone (31) 3211-1880
I – Consultores em Computação Forense Sênior
A – 2 ou mais das certificações EnCE, GCFA/GIAC, CCE, ACSA e CISSP; e
B – ao menos 4 anos de experiência comprovada em Forense Computacional e/ou Resposta a Incidentes de Segurança **em empresas de grande porte**; e
C – experiência com Encase, FTK, ferramentas de SIEM (correlação de logs) e rede (IDS/IPS/Forense de Rede); e
D – Palestra Técnica e/ou Paper publicado em conferências de renome nacional; e
E – entrevista técnica de 1h necessária com um Consultor Sênior; e
F – entrevista com o RH; e
G – disponibilidade para viagens; e
H – referência de 2 ex-gerentes técnicos para entrevista; e
I- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça
II – Analistas de Segurança da Informação – Para serem formados como consultores em computação forense

A – Uma certificação relacionadas à Segurança da Informação (5 acima ou CCSP, MCSO) outros GIAC SANS Institute); e
B – ao menos 2 anos de experiência comprovada em 1) Forense Computacional e/ou 2) Resposta a Incidentes de Segurança e/ou 3) Segurança da Informação **em empresas de médio ou grande porte**; e
C – disponibilidade para viagens; e
D – entrevista técnica de 30min necessária com um Consultor Sênior; e
E – entrevista com o RH; e
F – referência de 1 ex-gerente técnicos para entrevista; e
G- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça


III – Analista de Suporte Técnico – Para serem formados como analistas de suporte em computação forense:

A – curso técnico de montagem de computadores, conhecimento prático com hardwares, suporte, troubleshooting; e
B – experiência de ao menos 1 ano com suporte técnico (SW/HW), montagem de computadores; e
D – disponibilidade para viagens; e
E – entrevista com o RH; e
F- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça
Há 2 anos trabalho como Consultor em Forense Computacional na Techbiz Forense Digital, tem sido uma oportunidade única de crescimento profissional e técnico com a vantagem de atuar em grandes organizações do mercado Privado, de Segurança Pública e Governo .


Tive ontem a ótima notícia ontem que nossa área técnica está crescendo ainda mais, e foram abertas 12 novas vagas assim distribuídas: 4 Consultores em Computação Forense, 4 Analistas de Segurança e 4 Suportes Técnicos – uma posição de cada tipo em cada uma das cidades que possuímos sede (excetuando Floripa): Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O desafio é entregar Produtos e Serviços fundamentados pelas mais inovadoras tecnologias de Combate à Incidentes de Segurança, Crimes envolvendo alta tecnologia e Forense Computacional.

Além do laboratório forense e desenvolvimento interno, temos ao nosso lado líderes em tecnologia de Reação a CiberCrimes de vários países (Estados Unidos, França, Israel e Suécia) como NetWitness, AccessData, Guidance Software, ArcSight, Digital Intelligence, Micro-Systemation, WetStone, ICS, Tableau entre outras.


O perfil desejado para cada um dos cargos está descrito abaixo e interessados devem procurar o nosso RH no telefone (31) 3211-1880
I – Consultores em Computação Forense Sênior
A – 2 ou mais das certificações EnCE, GCFA/GIAC, CCE, ACSA e CISSP; e
B – ao menos 4 anos de experiência comprovada em Forense Computacional e/ou Resposta a Incidentes de Segurança **em empresas de grande porte**; e
C – experiência com Encase, FTK, ferramentas de SIEM (correlação de logs) e rede (IDS/IPS/Forense de Rede); e
D – Palestra Técnica e/ou Paper publicado em conferências de renome nacional; e
E – entrevista técnica de 1h necessária com um Consultor Sênior; e
F – entrevista com o RH; e
G – disponibilidade para viagens; e
H – referência de 2 ex-gerentes técnicos para entrevista; e
I- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça
II – Analistas de Segurança da Informação – Para serem formados como consultores em computação forense

A – Uma certificação relacionadas à Segurança da Informação (5 acima ou CCSP, MCSO) outros GIAC SANS Institute); e
B – ao menos 2 anos de experiência comprovada em 1) Forense Computacional e/ou 2) Resposta a Incidentes de Segurança e/ou 3) Segurança da Informação **em empresas de médio ou grande porte**; e
C – disponibilidade para viagens; e
D – entrevista técnica de 30min necessária com um Consultor Sênior; e
E – entrevista com o RH; e
F – referência de 1 ex-gerente técnicos para entrevista; e
G- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça


III – Analista de Suporte Técnico – Para serem formados como analistas de suporte em computação forense:

A – curso técnico de montagem de computadores, conhecimento prático com hardwares, suporte, troubleshooting; e
B – experiência de ao menos 1 ano com suporte técnico (SW/HW), montagem de computadores; e
D – disponibilidade para viagens; e
E – entrevista com o RH; e
F- levantamento de antecedentes criminais: “capivara” / certidão negativa justiça